terça-feira, 31 de março de 2009

Desenhos animados: Coisa de criança?

. terça-feira, 31 de março de 2009
8 Comentários

Por: Guilherme Dumas

Seguindo o mesmo viés abordado pelo Diego, eu defendo agora que os desenhos e animes também não são apenas para crianças, afinal também são um meio bastante prático de apresentar ideologias e de criticar a sociedade.

Como exemplo principal, cito um dos desenhos mais conhecidos e que abrange os temas daqueles voltados para um público adulto: Os Simpsons, uma paródia satírica criada por Matt Groening, que apresenta uma família de classe média norte-americana e demonstra diversas ironias e hipocrisias que há no mundo dos adultos, como por exemplo, os diversos comentários de Homer sobre sua família (“Eu tenho três filhos e nenhum dinheiro, por que não tenho três dinheiros e nenhum filho?”).

homer cueca

Simpsons: crítica corrosiva à sociedade e aos costumes e hábitos.

Não me focando apenas naqueles que constroem criticas sociais, mas também há inúmeros animes que apresentam personagens com conflitos psicológico-emocionais como o caso do anime Elfen Lied, que abusa de nudez, sangue e psicoses dos personagens, principalmente a principal, que demonstra uma segunda personalidade psicopata, mesmo sendo um anime, de longe ele é infantil, demonstra uma face mais obscura da psique humana, e de como o ser humano pode ser perigoso, não distante disso, sugiro outro anime além de Elfen Lied pra ilustrar o que eu digo: Gantz, embora a história do anime não tenha sido muito bem trabalhada, ele ainda tem uma critica muito interessante, e não perde o seu mérito.

elfen_lied

Elfen Lied: nudez, violência e conflito psicológico.

E também há animes que demonstram muitas vezes desejos mesmo que subconscientes dos seres humanos, como o de fazer justiça às suas próprias idéias, que é o caso de Death Note, que apresenta um jovem extremamente inteligente que adquire uma forma de assassinar as pessoas sem precisar “sujar suas mãos”, e ele no inicio mata apenas criminosos e seres considerados como a escoria da sociedade, mostrando também como um desenho que aborda temas adultos e muitas vezes que nem certos adultos conseguem assistir, por tamanha seriedade.

DeathNote_Anime_Cast_500

Death Note

Bem, está aí o meu post, espero que gostem e que se interessem nos desenhos que apresentei, explorei superficialmente o tema, mas é por falta de tempo.

Semana que vem eu volto com o post “vídeo games não são apenas de crianças”. Aguardem!

Até mais xD

Clique aqui para deixar seu comentário!

DEIXAR UM COMENTÁRIO »»

domingo, 29 de março de 2009

HQs Adultas.

. domingo, 29 de março de 2009
4 Comentários

Por: Diego? Glommer?

Muitas pessoas acham que as HQs são coisa apenas para crianças. Mas a verdade é que uma forma de arte muito prolífica para diversos tipos de narrativa.

Hqs dos mais diversos gêneros já foram publicadas (terror, ficção científica, histórias de piratas, faroeste e etc.). E existe um tipo particular de histórias que é muito interessante: os quadrinhos adultos.

Antes que pensem que é pornografia, ou coisa do tipo, digo que, apesar de que histórias como tais possam ser chamadas assim, existe uma vertente particularmente interessante com esse nome. São histórias com temáticas abordadas de uma forma mais realista e que exploram os personagens sob uma perspectiva mais humanizada e psicologizante.

batsbatenosuper

Batman socando Superman em o Cavaleiro das Trevas (nemri.)

Pode-se dizer que este tipo de história começou com o "Cavaleiro das Trevas" roteirizada por Frank Miller. Nesta hq, lançada em 1987, Batman após anos de aposentadoria acaba sendo forçado a retornar à ativa devido ao caos que assola Gotham City. Contradições entre os personagens, questões morais, divergências políticas, velhice, impotência, terror e destruição. Todos esses são temas presentes nesta brilhante obra que acabaria por mudar totalmente a abordagem a partir daí feito sobre os super-heróis. (Além de tudo vale a pena, só pelo fato de que o Bats dá umas belas pancadas no "escoteiro" do Superman... rsrsrs).

No entanto, a obra tida comumente como a mais célebre é Watchmen. Roteirizada por Allan Moore e arte feita por Dave Gibbons, é uma história que rompe com qualquer tipo de visão simplista ou maniqueísta das coisas. Num mundo onde os heróis fantasiados, idolatrados outrora, são rechaçados pela sociedade e governos, para piorar ainda mais, tudo parece caminhar para uma hecatombe nuclear.

watchmen__1_

Watchmen: Quem é herói? E até que ponto?

O dilema moral entre o que é ser um "herói" e o que é ser um "vilão" é exposto de maneira brilhante. Quem é pior? O herói que se mantém firme às questões morais que defende, ou aquele que se desumaniza para manter a ordem?

Alan Moore, certa vez disse, não exatamente com essas palavras: "Frank Miller, com o Cavaleiro das Trevas, reconstruiu a forma de se abordarem os heróis. Eu, com Watchmen, acabei os destruindo de vez".

Particularmente, o que acho que Moore fez foi trazer a sua genialidade para as histórias em quadrinhos. Além de assinar posteriormente outros trabalhos também memoráveis, tais como: V de Vingança, A Liga Extraordinária e a Piada Mortal.

joker1

O Coringa. Completamente insano em a Piada Mortal.

Nos anos 90 o mercado de quadrinhos adulto veio se consolidando. Como não poderia deixar de ser as duas maiores editoras estadunidenses começaram a investir nesse segmento. A DC lançou o selo Vertigo, apenas para esse tipo de hqs e a Marvel veio a lançar o selo Marvel Max.

Nesse contexto iriam sair outras obras formidáveis tais como a já clássica Sandman, além de Origem (apresentando o surgimento de Wolverine), The Authority, Asilo Arkham e uma série de outros bons títulos.

Hoje é certamente um nicho muito fértil e pelo qual acabam saindo boa parte dos melhores produções a cada ano. E o que leva os leitores de quadrinhos admirarem e consumirem tanto esse tipo de história?

Como as próprias histórias a resposta não é de apenas um viés simplificado. No entanto, creio que isso se dá, entre outros aspectos porque há nelas um trabalho realmente sensível e capaz de aproximar o mundo da ficção e realidade. Estão ali muitas vezes heróis que parecem impossíveis de existir, mas por outro lado, eles não deixam de viver problemáticas verdadeiramente humanas.

Enfim, recomendo a qualquer um que estiver se iniciando na leitura de hqs que procure por títulos que seguem tal perspectiva de abordagem. O que não responsabizo é que uma vez lendo alguma delas você venha a se tornar um apaixonado por elas, o que é meu caso.

Domingo volto com mais de minhas postagens toscas. Até lá aproveitem e curtam o trabalho de nossos outros colaboradores aqui. Abraços!


DEIXAR UM COMENTÁRIO »»

sábado, 28 de março de 2009

Contato.

. sábado, 28 de março de 2009
0 Comentários

Quer nos contatar? Falar de algum assunto de modo mais reservado?

Nos contate via e-mail: ladobdiscotrash@gmail.com

DEIXAR UM COMENTÁRIO »»

Política de Parceria.

.
0 Comentários

Quer ser nosso parceiro?

Copie o link de nosso banner e nos contate através do e-mail ladobdiscotrash@gmail.com

Obs.:

1 - Não fazemos parceria com blogs de conteúdo adulto e/ou de downloads.
2 - Os parceiros que vierem a retirar nosso banner também terão os seus retirados daqui, sem aviso prévio.




DEIXAR UM COMENTÁRIO »»
 
{nama-blog-anda} is proudly powered by Blogger.com | Template by Agus Ramadhani | o-om.com
BlogBlogs.Com.Br