sexta-feira, 10 de abril de 2009

TV Inteligente

. sexta-feira, 10 de abril de 2009

Por: (Érick) Delemon

Hoje venho falar sobre aqueles programas da televisão – muitas vezes tida como instrumento de alienação da massa. Mas não quero discorrer sobre os programas educativos, que hoje existem aos montes, mas da TV “inteligente” como um todo, aquela tenta trazer algum conteúdo educativo e instrutivo em oposição ao conteúdo de 30 segundos de fama estéril dos Domingos.

Uma das minhas fontes de abordagem  foi o NC 33, em que os apresentadores citaram alguns programas interessantes, outros quem nem considero tão “inteligentes”, como “O Aprendiz” com Justus aqui e Trump nos EUA. Mas o que achei interessante ali foi o questionamento que dá título ao episódio: Televisão Inteligente é interessante?

 O Aprendiz: interessante, mas não realmente “inteligente”

Em geral a resposta é uma carinha torcida, um “eu acho” seguido de um “sim” meio escondido se a pessoa já viu algo com o que conseguiu aprender. É, parece que não dá pra ter certeza se realmente é algo que se possa chamar de interessante, a nível de se assistir por horas esses programas.

Nesse aspecto acho que o grande mérito cabe ao Discovery Channel e filhotes, bem como National Geographic, e o meu preferido – não é a toa – The History Channel. Lembro que chegou uma fase na minha vida em que eu praticamente também “desisti da TV e optei pela Internet”, deve ter sido lá pelo primeiro ano do colegial. E quando estava pra acontecer essa transição, eu assistia praticamente só o canal de História, mesmo que fossem poucas horas por dia comparadas a um passado globalístico.

É, pode-se dizer que a TV por assinatura me libertou, mesmo que a um caro preço pro papai. E assim que tive meu primeiro contato com a TV Inteligente, o canal Cl@se exibia “O Mundo de Beakman”, que influenciou no jaleco e – olhando fotos recentes minhas – talvez até no cabelo!

Paul Zaloom, o ator que fez Beakman e eu!

O Mundo de Beakman era ótimo, chegou a ser exibido na rede aberta e quando eu comecei a assistir já tinham parado  de produzi-lo; contava com um cenário caótico e colorido, um homem vestido de rato e assistentes loucas, além do cientista over-actor mega gesticulante e efeitos sonoros constantes no programa. Tinha tudo e tinha informação, e até cultura inútil. Conheci as leis de newton, a eletricidade, as cores anos antes de ter chance de estudar física no ensino médio.

O History Channel se provou deliciosamente interessante: a fabricação das armas da idade média, as batalhas antigas e as maravilhas modernas. Tudo como forma diferente de se fazer entretenimento televisivo sem apelar pra nudez, violência e especialmente senso comum. Vejo esse tipo de programação como extremamente atraente. E em casos como do Beakman, mais ainda por conseguir ser divertido, não só pelos fatos, mas pela apresentação.

É nisso que gostaria de insistir, para que sejamos capazes de assistir mais programas assim, para que possamos dar chance de competição a estes; deixando de lado os zoológicos humanos que não sei se fariam Orwell e Foucault sorrir ou chorar.

 

Clique aqui para deixar seu comentário

4 Comentários:

mauricio disse...

esses jovens playboys d hj... hunf

porra dilimao.... seu pai teve q assinar tv a cabo pra vc assistir mundo d beakman???? caraio.... eu assito isso desde de antes d me considerar gente....bem pirralho msm... e na cultura... totalmente d gratis( fora o custo da Tv da energia e dos lanchinhos durante o programa)mas os programas q vc falou sao bons msm.... apesar d eu achar q alguns desses "cientistas" da Tv sao bem estupidos- me refiro aos cientistas de programas como caçadores d mitos, e aqueles outros da BBC.
no mais voltamos amanha com mais um muuuuuundo de beakman!!!!

Rodrigo Andolfato disse...

As tvs cultura e educativas da rede aberta tem programas muito legais mesmo! mas tem dia que ficam duas horas mostrando um cara tocando um berimbau. Aí acabo mudando de canal.

Erick, acho que existem programas que ensinam e outros que mesmo sem ensinar incentivam muito a aprender. O programa que mais gostava no Discovery era "A Guerra do Ferro-Velho". Achava legal pois os heróis eram engenheiros e a gente ficava com vontade de ser tão capazes de criar e construir como aqueles caras! A gente admirava os caras pela inteligência, o que tem sido raro na tv aberta!

Um abração!

exoticlic.com disse...

cara pra mim TV é um lixo só assisto filme com ela sério que programa que presta?

Diego? Glommer? disse...

Cara, eu adorava o Mundo de Beakman, só que como eu era pobre (ainda sou na verdade) eu acabava vendo na Tv cultura mesmo.

Achava o Lester o máximo por sinal. O Rato mais tr00 que já vi.

Abraços!

http://solucomental.blogspot.com
http://ladobdiscotrash.blogspot.com

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

"Faça o que tu queres, pois é tudo da lei!" E diga aqui também!

 
{nama-blog-anda} is proudly powered by Blogger.com | Template by Agus Ramadhani | o-om.com
BlogBlogs.Com.Br